Diga NÃO à Violência ao Idoso




A Política Nacional do Idoso, é um instrumento que reforça os objetivos de implementar o respeito, a tolerância e a convivência intergeracional, é uma ferramenta muito importante e necessária ao engajamento de toda sociedade e das autoridades para fazer respeitar e cumprir o que a lei determina em relação as políticas que garantam os direitos da pessoa idosa, inclusive o combate à violência contra o idoso.


As leis que consagram os direitos da pessoa idosa existem, no entanto, há ações e omissões cometidas que prejudicam a integridade física e emocional da pessoa idosa e que contrariam esses direitos impedindo o desempenho de seu papel social. Assim, deve se encontrar maneiras de levar informações e aliciar toda a sociedade, incluindo os próprios idosos para viabilizar a aplicação das leis. A Constituição Federal já determinava os direitos aos idosos, correspondentes às necessidades essenciais da pessoa humana: à liberdade e igualdade ao pleno desenvolvimento, pois a velhice é mais uma fase do desenvolvimento humano e do direito à vida. Esses direitos devem ser atendidos, cumpridos e respeitados para que os idosos possam viver com dignidade, fazendo parte ativamente da sociedade à qual pertence.


Os idosos são uma população de risco pela sua vulnerabilidade física e muitas vezes mental. Lembrando ser um processo pelo qual todo ser humano passará, se não morrer antes. Essa é a regra da vida humana, só nos resta escolher como queremos viver esse processo. Jovens e velhos terão que em algum momento pensar nas suas escolhas, pois é possível viver uma velhice com autonomia e independência. Pesquisas cientificas apontam que o quanto antes optarmos por boas escolhas, melhor qualidade de vida a pessoa terá no seu envelhecimento.


É inquestionável a presença do idoso, hoje em dia, em todas as esferas da sociedade brasileira. Existe uma necessidade inadiável de investir no protagonismo da pessoa idosa.

Muitos mantêm famílias e estão presentes no mundo do trabalho, votam, discutem políticas, ou seja, exercem seu papel na sociedade e devem ser reconhecidos como pessoas de direito e respeitados.


É fato que muitos idosos sofrem maus tratos ou são abandonados pelo próprio familiar, pelas pessoas que supostamente estão ali para cuidar e proteger o seu idoso. Quando se fala em violência ao idoso, há várias formas de violência praticadas, como: violência física, psicológica, institucional, patrimonial, sexual e também negligência, abuso financeiro e discriminação. Talvez por falta de conhecimento e pouca informação divulgada, o próprio idoso muitas vezes, não se apropria dos seus direitos.

Entretanto, é possível prevenir e reduzir a violência contra a pessoa idosa, devendo começar pela sociedade, pelas comunidades e pelas famílias, buscando respeitar, honrar e considerar a pessoa idosa.


É preciso que os órgãos que representam a pessoa idosa invistam na compreensão dos problemas, na formulação de denúncias qualificadas e na solução das questões. É necessário também estabelecer mecanismos de proteção e de formação para o cuidador familiar. Para o idoso, a sua casa é o melhor lugar para estar, fato que também merece ser considerado.



  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

© 2018 por Marli Borges. Criado por G7 PRODUÇÕES.