A aceitação muda perspectivas e traz novas respostas!





Quando ouvimos ou pensamos em aceitar, seja uma pessoa, um fato ou uma circunstância, logo pensamos no aceitar conformado, desistindo de lutar, achando que é assim e pronto. Sentimos que estamos sendo submissos, subjugados a algo ou alguém com o qual não concordamos, que não queremos. Passamos a nos sentir fracos.


Tendemos a resistir, não aceitar, combater, negar. O que realmente prolonga o sofrimento, pesa, gera desconforto e grande incômodo. E mantendo tudo isso, a tendência é nos tornarmos amargos, revoltados, frustrados, insatisfeitos, cheios de rancor e tristeza e esses padrões mentais e emocionais só dificultam encontrar soluções. E o pior é quando passamos a acreditar que o responsável por aquela dificuldade são os outros ou alguma circunstância que ocorreu, mas o fato é que somos responsáveis por nossas escolhas e até não escolher é uma escolha.


A aceitação nos permite encontrar respostas!


É importante que fiquemos atentos às situações e circunstâncias para que possamos perceber que aceitar é expandir a consciência e encontrar soluções, respostas e alívio. Aceitar é o que nos leva a ter fé. É um passo concreto para que a vida se torne mais leve, mais alegre e mais saudável.


Para que possamos modificar qualquer aspecto da nossa vida e até mudar algo em nós mesmos, devemos primeiramente aceitar. Procurar ver o que verdadeiramente está acontecendo, verificar, avaliar o que é possível fazer de melhor com a gente, com a situação ou com os dois.


A aceitação é detentora de um poder transformador que só quem já conseguiu experienciar pode avaliar. O fato é que aceitar é fazer com que possamos mudar a forma de olhar as circunstâncias ou aspectos sobre a pessoa, isso que realmente transforma.


Não é fácil praticar, mas é libertador!


Não é fácil e nem simples aceitar perdas afetivas, materiais, uma dificuldade financeira, uma doença, uma humilhação, uma traição entres outras situações. No entanto, a aceitação é um ato de boa vontade, é estar aberto, é uma demonstração de humildade aliada à sabedoria, ou seja, é saber que a vida em si não está sob o nosso controle.


A aceitação é uma coragem que muitas vezes desconhecemos, pois somos condicionados a lutar, a esbravejar, a brigar. Aceitar é paz, entendimento e leveza. Não é desistir, nem tampouco resignar-se. Aceitar é estar consciente do momento presente, o que verdadeiramente a vida apresenta. E só tendo essa consciência, essa disposição de olhar todos os ângulos das circunstâncias vividas é que podemos decidir e procurar fazer o melhor. Aceitar é quando podem surgir soluções naturalmente. Tudo é movimento e nada é permanente.


“Quando resiste, persiste e quando acolhe, encolhe”.


(autor desconhecido)


Posts Relacionados

Ver tudo