Qual a diferença entre Dó e Compaixão?


DÓ/PENA: é uma sensação de aflição, de angústia e tristeza. Esse sentimento pode até parecer um sentimento positivo, como bondade, mas quando se analisa, se verifica que ele é bastante nocivo, pois pode levar o outro a criar padrões negativos.

O sentimento de dó/pena, embora na maioria das vezes seja bem intencionado, na prática acaba por incapacitar a outra pessoa, principalmente quando se torna superproteção. Pode inconscientemente estar motivado por outras razões, como sentimento de inveja, superioridade, culpa, às vezes por estar em situação melhor que o outro.

Quando se age movido por esse sentimento, mesmo não sendo intencional, o que se consegue é que o outro se sinta totalmente enfraquecido, incapaz e inferior.

O sentimento de dó/pena de si mesmo faz com que a pessoa se sinta vítima dos problemas, podendo até resultar em um processo de auto sabotagem, ou seja, a crença interna de que não é capaz de resolver e superar as situações que se apresentam, e assim se “encolher”, desanimar, desistir.

COMPAIXÃO: Por sua vez, a compaixão é o desejo de tornar menor o sofrimento do outro.

É quando a pessoa está sendo empática, se colocando no lugar do outro e na perspectiva do outro. Gera um desejo autêntico e genuíno de oferecer ajuda, respeitando o desejo e sentimento da pessoa em sofrimento.

Evita, assim, o sentimento de culpa, demonstrando ao outro que ele é capaz de vencer e superar suas dificuldades que a vida possa apresentar. A pessoa em sofrimento tende a se sentir fortalecida, digna e capaz.

A Autocompaixão é um sentimento positivo, pois a pessoa se trata com mais carinho e generosidade, evitando se exigir demais e respeitando seus limites.

Posts Relacionados

Ver tudo