Sinais de alerta para a saúde do CUIDADOR


Aceitar e construir o próprio bem-estar é um passo muito importante para que se possa contribuir de forma eficiente para oferecer o bem-estar ao outro. Esse é um grande gesto de amor. Não é fácil, mas é possível desenvolver esse aprendizado de se cuidar para cuidar.

Esse aprendizado busca evitar possível adoecimento físico e mental, que pode na prática comprometer o apoio à pessoa cuidada.

Seguem alguns sinais de alerta que devem ser considerados pelo “cuidador” para evitar o próprio adoecimento:

  1. Sono irregular, muito ou pouco;

  2. Falta de energia, cansaço contínuo, fadiga crônica, desânimo e alteração de humor;

  3. Sinais e sintomas físicos como palpitações, tremor das mãos e problemas digestivos;

  4. Tendência a isolamento;

  5. Falhas de memória e dificuldades para se concentrar;

  6. Perda de interesse por atividades e companhia de pessoas;

  7. Aumento ou diminuição do apetite;

  8. Irritação com facilidade;

  9. Consumo excessivo de bebidas com cafeína, álcool e medicações.

Algumas dicas para que o cuidador esteja cuidado:

  1. Identificar e considerar os sinais de alerta, buscando estratégias no cuidado de si mesmo

  2. Cuidar da própria saúde;

  3. Manter um sono de qualidade;

  4. Manter uma alimentação saudável;

  5. Fazer uma atividade física pelo menos três vezes por semana;

  6. Aprender coisas novas que lhe interessem;

  7. Participar de eventos sociais;

  8. Aprender e exercitar o enfrentamento aos seus sentimentos negativos e controlar o estresse;

  9. Aprender a solicitar e aceitar ajuda;

  10. Respeitar seus limites e colocar os limites para as tarefas a serem desempenhadas e também limites as pessoas quando necessário;

  11. Procurar ter momentos prazerosos;

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

© 2018 por Marli Borges. Criado por G7 PRODUÇÕES.