O idoso na busca do seu bem-estar

2 Feb 2019

 

 

Existem mitos, fantasias, idealizações a respeito da velhice. Alguns acreditam que o velho é ranzinza, rabugento, intolerante, chato. Outros pensam que velhos são fofos, bonzinhos, pacientes, sábios.

 

Algumas pessoas, após os sessenta anos, pensam que não têm como se “consertar”, não tem mais jeito, pois está “velho”.

Penso que estar na velhice seria mais uma fase do ciclo da vida, que vale a pena continuar a ser vivida. E para isso basta simplesmente ser a pessoa que sempre foi, com seus defeitos, suas qualidades, seus aprendizados e suas escolhas. Ser na prática quem se tornou ao longo da vida, refletindo sobre se perdoar, se aceitar e como fica com isso. Ser de fato a pessoa que decidir ser.

 

Importante pensar que enquanto se está vivo, a pessoa terá a oportunidade de decidir como quer ser e o que quer para sua vida, qual seria realmente o seu propósito de vida. independentemente da idade. O importante é sempre respeitar sua essência e escolher que legado gostaria de deixar.

 

Voltando a questão do “conserto”, a que me referi anteriormente, deve se pensar que ninguém é como um rádio ou alguma coisa que deva ser reparada, pessoas não têm que ser “consertadas”. Pessoas devem se sentir bem com elas mesmas e buscar ser a melhor companhia de si mesmo. O importante é que continue a se perceber um ser humano com qualidades, defeitos, como todos os seres humanos. Que erra, que acerta, que aprende. Que ninguém é perfeito e tão pouco agrada o tempo todo. E a partir daí verificar o que pode e quer continuar melhorando como ser humano.

 

Atualmente pessoas consideradas idosas têm buscado ajuda com profissionais da psicologia. Percebo esse comportamento como um movimento positivo e corajoso que propicia a busca do seu autoconhecimento e a descoberta do próprio bem-estar. Esse passo é um processo e nesse caminho poderá enfrentar desafios, no entanto, o caminho pode ser de superações, libertação e leveza para a reconquista do seu bem-estar e alegria de viver.

 

O que realmente conta é a escolha que cada um faz para sua vida, independentemente da fase em que está vivendo.

 

Share on Facebook
Please reload

Please reload

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

© 2018 por Marli Borges. Criado por G7 PRODUÇÕES.